Cuidado com a perigosa cobra marrom Australiana

Para aqueles que estão se preparando para o “farm job” todo cuidado é pouco. A famosa cobra marrom Australiana (Brown snake) assusta todos os mochileiros que vão para o Norte da Austrália em busca de trabalho em fazenda. 

Minha experiência com a cobra marrom Australiana

Estava trabalhando em uma fazenda de batata doce e achamos uma cobra chamada de Cobra marrom (Pseudonaja textilis), a segunda mais perigosa do mundo, uma gota do seu veneno pode matar em pouco tempo. É claro que a primeira cobra com o veneno poderoso também é Australiana, aqui o bicho pega.

Mechi e a cobra marrom australiana de mentirinha

Quando os fazendeiros acharam a cobra, eles foram matar e cortaram a cabeça dela fora, procuraram…procuraram…e nada. Então o dono veio e nos falou: “Olha gente nós matamos a cobra, porém a cabeça dela ainda está no meio das batatas. Então fiquem de olho que caso vocês pisem ou peguem, ainda podem se envenenar e morrer”. Assim, tranquilamente, como se nada tivesse acontecido. Eles não tem medo, estão acostumados com esses bichos.

Fiquei pensando que caso uma cobra dessa me mordesse eu não teria nem tempo de falar com a minha família no Brasil, teria que me despedir de todos ali perto, já que o hospital mais próximo ficava cerca de 25 minutos de distância. Seria uma loucura estar trabalhando pegando batata para juntar dinheiro para viajar e antes de tudo ser picado por uma cobra e morrer.

Por sorte não achamos a cabeça da cobra, mas posso afirmar que catamos batata na maior adrenalina.

Quer saber mais sobre minha experiência na fazenda? Confira aqui tudo sobre o Working Holiday Visa na Austrália

Esta vindo para a Austrália? Precisa de seguro? A nossa parceira Real Seguro de Viagem tem as melhores ofertas. Faça sua cotação com eles e se contratar o serviço através do nosso link nos ajudará a manter o blog sempre atualizado.

Seguro viagem geral 728x90

Curta nossa página no Facebook, siga o nosso Twitter e Instagram para ficar por dentro de todas as novidades.

Gostou desse artigo? Compartilha! Comenta!

Tem alguma pergunta ou quer dividir sua história? Seu lugar é aqui.