De Laos a Camboja: fronteira e imigração

Nossa viagem pela Ásia esta sendo uma aventura de fato. Percorrer de um país a outro de ônibus, não é para qualquer um. Continuamos nossa aventura, agora estávamos indo para a linda e sofrida Camboja.

Nas 4000 Ilhas haviam várias empresas que vendiam pacotes para Siem Reap. Na hora de escolher uma, achamos que era tudo igual e que não haveriam tantas pessoas que cruzando a fronteira. Pensamos que as empresas eram as mesmas, o que mudava era quem ganhava a comissão. Porém estávamos errados, as empresas eram diferentes e claro, sem saber, escolhemos a pior.

Pagamos o valor que todas cobravam U$30. De manhã pegamos o barco para o píer perto de Don Det e fomos para uma agência onde eles já começaram a nos irritar.

Uns dias antes, Fernando, brasileiro que conhecemos em Luang Prabang, tinha cruzado a fronteira sozinho.  Ele fez tudo por conta própria: na saída de Laos cobraram U$2 e no lado de Camboja U$20 do visto e U$6 de propina. Quando chegamos na agência eles falaram que tínhamos que dar nosso passaporte ali e que por U$30 eles iam resolver nosso visto e seria mais rápido. Pensamos “Ah são só dois dólares, deixa eles fazerem o serviço, deve ser mais rápido assim…” Engano nosso.

a saga De Laos a Camboja

Todos pagaram, preencheram os papéis do visto, e era hora de ir. Na verdade tivemos que esperar 1 hora, sem saber o motivo. O nosso “agente” nos chamou e disse que tínhamos que ir para o nosso ônibus. Enquanto esperávamos vimos pessoas entrando em ônibus de dois andares e que pareciam bem cômodos. Quando chegou o nosso, fiquei de boca aberta. Era velho e sem conforto algum, e para uma viagem de 10 horas não tinha nem banheiro.

Chegamos na fronteira e o nosso “agente” nos pediu para cruzar para a Camboja enquanto ele ia na “imigração”. Sem brincadeira, ficamos em um “bar/restaurante” que era feito de palha e não tinha nenhuma estrutura. Ficamos ali pelo menos 2h, ate descobrir que o pior estava ainda por vir.

O homem voltou com nossos passaportes e nos entregou e esperamos mais. Depois dai o caminho estava terrível, um monte de estrada de terra, paramos em cada lugar pobre e feio. Além de atrasar e chegar a Siem Reap quase meia noite, eles nem se importavam com as pessoas que estavam ali dentro. Terrível!

♦ Dica: pesquise antes de contratar uma empresa. Vale a pena se aventurar e cruzar a fronteira por conta própria. 

Quer saber mais sobre Camboja? Leia mais aqui.

Está procurando hotel para ficar na Camboja? O Booking.com tem acomodação que cabe no seu bolso e ainda você ajuda o blog. Reservando através do nosso link você não paga nada a mais por isso e uma pequena comissão é repassada para o blog.

Precisa de seguro? A nossa parceira Real Seguro de Viagem tem as melhores ofertas. Faça sua cotação com eles e se contratar o serviço através do nosso link nos ajudará a manter o blog sempre atualizado.

Seguro viagem geral 728x90

Curta nossa página no Facebook, siga o nosso Twitter e Instagram para ficar por dentro de todas as novidades. Estou também no Snapchat (likewanderlust), me adiciona lá.
Gostou desse artigo? Compartilha! Comenta!

Tem alguma pergunta ou quer dividir sua história? Seu lugar é aqui.