Templo Lama em Pequim – China

Com tantas coisas para fazer em Pequim, muitos lugares passam despercebido. Selecionei os lugares mais importantes e mais conhecidos, e o Templo Lama não estava nessa lista. Mas o destino mudou meu caminho e me levou a conhecer um dos templos mais lindos que já visitei na Ásia.

Um dos templos dentro do Templo Lama

Todos diziam que precisávamos de um dia inteiro para conhecer a Cidade Proibida, porém nossa visita durou apenas uma manhã. Com tempo de sobra decidimos explorar mais e conhecer algo que estivesse perto. Consultei meu Lonely Planet e vi a descrição do Templo Lama, não pensei duas vezes e fomos conhecê-lo.

Um pouco de história do Templo Lama

Conhecido popularmente como Templo Lama, seu nome oficial é Yonghe Temple que significa palácio da paz e harmonia. Localizado no bairro de Dongcheng, é um templo religioso, atração turística e uma escola de budismo tibetano. O estilo e arte do templo é uma mistura de Han chinês e tibetano. Foi construído em 1694 durante a dinastia Qing e era a residência oficial dos “eunuchs” da corte. Não tenho ideia de que palavra seria correta para descrever os “eunuchs”em português. Era uma prática a qual castravam os homens chineses da época, removendo por completo seus órgãos genitais. Isso os tornavam servos responsáveis e leais para os imperadores, principalmente por eles não terem a possibilidade de ter filhos e criar um império.

Depois tornou-se a casa do Príncipe Yong, filho do imperador Kangxi, e em 1722 metade do lugar passou a ser um mosteiro para monges do budismo tibetano. Muitos monges começaram a chegar de Mongólia e do Tibete e esse templo passou a ser o centro nacional de administração Lama. Depois de sobreviver a Guerra Civil Chinesa e a Revolução Cultural, foi aberto como templo e atração turística.

Visitando o Templo Lama

Não tinha grandes expectativas já que não tinha ideia do que me esperava. Me surpreendi já na entrada, por ser um lugar tão grande. Que lugar lindo. As cores e a arte dos tetos são impressionante.

Todos os templos e tetos são ricos em detalhes.

Esse foi um dos templos que mais gostei na Ásia. Caminhamos e observamos a quantidade de pessoas que chegavam para fazer seus rituais com incensos.

Em seus rituais budistas, os chineses usam muitos incensos

A cada nova sala uma descoberta. E para terminar a maior estátua de Buda em pé do mundo. Uau! Gigantesca. Tirei várias fotos e um dos monges veio brigar comigo.

Maior Buda em pé do mundo

Recomendo visitá-lo! Se for a Pequim não esqueça de colocar esse templo na lista.

Mais informação:
Para chegar no templo a melhor parada de metrô é Yonghegong-Lama Temple. A entrada nos custou ¥25 (2013) e estava aberto de 9:00às 16:00.

Quer saber mais sobre Pequim? Veja aqui todos os posts sobre essa importante cidade chinesa.

Está procurando hotel para ficar em Pequim? O Booking.com tem acomodação que cabe no seu bolso e ainda você ajuda o blog. Reservando através do nosso link você não paga nada a mais por isso e uma pequena comissão é repassada para o blog.

Precisa de seguro? A nossa parceira Real Seguro de Viagem tem as melhores ofertas. Faça sua cotação com eles e se contratar o serviço através do nosso link nos ajudará a manter o blog sempre atualizado.

Seguro viagem geral 728x90

Curta nossa página no Facebook, siga o nosso Twitter e Instagram para ficar por dentro de todas as novidades. Estou também no Snapchat (likewanderlust), me adiciona lá.

Gostou desse artigo? Compartilha! Comenta!

14 Comments

  1. Naiara Back 13 de setembro de 2016 at 18:51

    Quando fizer uma viagem pela Ásia quero fazer um tour só de temploa. Além de turismo esses são bons lugares para meditar e fortalecer o equilíbrio espiritual 😊

    1. Giulia Sampogna 14 de setembro de 2016 at 23:45

      Verdade Naiara! Você vai conhecer um mais lindo que o outro. Obrigada pelo comentário.

  2. Marlene Marques 12 de setembro de 2016 at 17:21

    Que visita fantástica! É tão bom quando descobrimos novos locais que não estavam nos planos e que nem sabíamos que íamos encontrar. Quero muito ir à China, deve ser um país incrível.

    1. Giulia Sampogna 12 de setembro de 2016 at 22:55

      Verdade Marlene. Espero que tenha a oportunidade de ir na China. Obrigada pelo comentário.

  3. Sonia justo 12 de setembro de 2016 at 09:14

    Deve mesmo transmitir calma e harmonia não só o templo mas toda a viagem, imagino que viajar pelo oriente seja uma experiência de descoberta interior. Fotos lindas

    1. Giulia Sampogna 12 de setembro de 2016 at 22:54

      Com certeza Sonia. Obrigada pelo comentário.

  4. Larissa Pereira 12 de setembro de 2016 at 00:38

    Que incrível, nunca fui à China, mas está na lista! Nunca tinha ouvido falar desse templo, mas agora que li seu relato e vi as fotos, fiquei muito curiosa, ainda mais pela história! Ah, e em português é eunuco, não tão diferente 🙂

    1. Giulia Sampogna 12 de setembro de 2016 at 22:48

      Tomara que tenha oportunidade de conhecer. Nunca escutei essa palavra “eunuco” obrigada por me esclarecer. Obrigada pelo comentário.

  5. Karine 11 de setembro de 2016 at 20:12

    Com certeza vou incluir na lista! Fotos são proibidas lá dentro ou você levou bronca por ter exagerado?rs Fico cim tanta pena quando não posso tirar fotos em lugares que curti! 🙂

    1. Giulia Sampogna 12 de setembro de 2016 at 22:46

      A foto do Buda era proibida e eu nem vi nenhum cartaz dizendo. Mas ate ele me avisar já havia tirado varias hahaha. Obrigada pelo comentário.

  6. Thaís 11 de setembro de 2016 at 18:21

    Uau, que lugar fantástico, lindo, cheio de cores. Super diferente. Realmente é um lugar para se visitar. Quem vai a Pequim não pode deixar de ir. O cheiro dentro deve ser muito bom por causa dos incensos e esse Buda da última foto é de deixar qualquer um boquiaberto.

    1. Giulia Sampogna 12 de setembro de 2016 at 22:45

      Realmente é muito lindo. Em relação ao cheiro é um pouco enjoativo. hahahaha Obrigada pelo comentário.

  7. Contramapa 11 de setembro de 2016 at 17:50

    Os templos asiáticos são um espanto! Ainda não tive oportunidade de ir à China mas este templo entrou para a lista, tal como toda a cidade proibida!

    1. Giulia Sampogna 12 de setembro de 2016 at 22:44

      Que bom, tomara que tenha oportunidade de visita-los. Obrigada pelo comentário.

Leave a Reply