Fazer ou não as excursões do Cruzeiro para a Nova Caledônia?

Uma das minhas maiores dúvidas era fazer ou não as excursões do Cruzeiro. Na maioria das vezes elas são tão caras e deixam uma pulga atrás da orelha. Várias vezes me peguei pensando: “será que vale a pena?” ou “será que não é mais barato no local”. A única forma de saber era fazer uma, e foi o que fiz. 

Fazer ou não as excursões do Cruzeiro? 

Meses antes da data do meu Cruzeiro com a Carnival, eu recebi um e-mail que me orientava para fazer o check in. Uma das opções era escolher e reservar as excursões com antecedência. Como era meu primeiro Cruzeiro e eu não tinha ideia, pesquisei em vão, sobre o assunto e não achei nada. 

Mergulhei nas opções disponíveis no site e obviamente, me assustei com os preços. Não deixava de pensar que talvez eu encontraria preços melhores ao chegar no local. Não fazia muito sentido pagar uma fortuna por esse serviço. Decidi, como sempre, programar a minha viagem por conta própria: pesquisar lugares para visitar, horários, melhores praias e etc. 

Descobri em minhas pesquisas que a Nova Caledonia não é turística. São ilhas paradisíacas que ficam super lotadas uma vez por semana quando chega um cruzeiro. Nada mais. Não havia agência de turismo, centro de informação e nem muitas atrações. A dúvida voltou a assombrar minha cabeça como um fantasma: “fazer ou não as excursões do Cruzeiro?”. Decidi esperar e ver durante a viagem. 

Folheto com informações de passeios

Logo no primeiro dia recebemos um folheto no nosso quarto, com todas as excursões disponíveis para cada ilha. Uma coisa que percebi é que haviam mais opções do que no site oficial. Mas ainda assim me pareciam bem caras. 

Tinha a esperança de conhecer alguém que já tinha feito um cruzeiro e que pudesse me dar um conselho. E não é que deu certo! Durante o jantar, nos colocaram em uma mesa com outros dois casais. No início foi um pouco estranho, mas logo começamos a conversar. Um menino chinês me contou que esse era seu terceiro Cruzeiro com a mesma empresa e me explicou um pouco sobre as excursões. 

Há passeios que são gerais e essenciais para conhecer algumas ilhas. Os mais caros são específicos, você deve pesquisar se quer realmente conhecer o local e evitar os city tours que te levam para um monte de loja. Voltei para minha cabine e olhei aquele folheto com outros olhos. Era hora de escolher um. 

Escolhendo um passeio

As opções são infinitas, o que vale é achar algo que supra sua expectativa. Na Ilha dos Pinhos (Isle of Pines) as excursões variavam entre $35.99 a $145.99 por pessoa. A mais barata não era guiada e era apenas um ônibus que te levava de um lado a outro. A única que me chamou a atenção era para Turtle Bay onde poderia mergulhar com tartarugas e golfinhos. O valor dessa era $125.99 por pessoa. Decidi explorar essa primeira ilha por conta própria e não me arrependi. Ao chegar no Porto havíamos praias lindas logo na frente. 

Destino paradisíaco

Importante: se você gosta de mergulhar e fazer snorkeling, não esqueça de colocar seu equipamento na mala. Caso queira alugar no Cruzeiro vale $49.99 para adultos e $29.99 para crianças por todos os dias do Cruzeiro. Quem quiser comprar deverá desembolsar $79.99 para adulto e $49.99 para criança. 

Já em Maré a única opção era um transferir para uma praia chamada Yejele. Li em alguns sites que Maré era uma ilha remota e que perto do porto não havia nenhuma praia. Perfeito! Essa era a minha chance de reservar uma excursão. 

Reservar uma excursão no Cruzeiro

No salão principal do Carnival há um balcão apenas para excursões. Você vai até eles, escolhe qual quer fazer e paga com seu cartão do navio. Simples assim. Como esse transferir não tinha horário específico e nem restrições, o atendente não teve que me explicar muitas coisas. Paguei $19.99 e recebi meus tickets de ida e volta. Simples assim. Não reservei mais nada, afinal queria gastar com outras coisas no navio. Porém para Lifou e Noumea as opções era bem interessantes. A Carnival oferece também um tour para conhecer os bastidores do navio. Algo exclusivo e cheio de emoções para os curiosos que querem saber mais sobre essa cidade flutuante. 

Se quiser saber como foi a ida a Yejele entre aqui (preciso de um capítulo inteiro para esse paraíso). Talvez em destinos mais conhecidos dê para encontrar no porto valores melhores de passeios, mas para essas ilhas remotas do Pacífico eu não vi alternativas, com exceção em Noumea. E em relação aos passeios eu aconselho a fazer pelo menos um. Defina um valor para gastar e explore as oportunidades. 

Quer mais dicas de Cruzeiro? Clique aqui. Se quiser saber mais sobre a Nova Caledônia dê uma olhada aqui.

Está procurando hotel para suas férias? O Booking.com tem acomodação que cabe no seu bolso e ainda você ajuda o blog. Reservando através do nosso link você não paga nada a mais por isso e uma pequena comissão é repassada para o blog para seguir o sonho de trabalhar com esse meio.

Precisa de seguro? A nossa parceira Real Seguro de Viagem tem as melhores ofertas. Faça sua cotação com eles e se contratar o serviço através do nosso link nos ajudará a manter o blog sempre atualizado.

Seguro viagem geral 728x90

Curta nossa página no Facebook, siga o nosso Twitter e Instagram para ficar por dentro de todas as novidades. Estou também no Snapchat (likewanderlust), me adiciona lá.
Gostou de fazer ou não as excursões do Cruzeiro? Compartilha! Comenta!

2 Comments

  1. Mila

    27 de junho de 2017 at 05:22

    Oi, Giulia! Estou adorando seus posts! Estou com bastante dificuldade para planejar uma viagem para Nova Caledônia, pois encontro pouquíssimos relatos de viagens para lá… Como você se locomovia pela ilha? Achou muito caros os restaurantes, as atrações, etc? Acha que vale a pena ir sem o esquema de cruzeiro? Beijos e obrigada! Mila

    1. Giulia Sampogna

      27 de junho de 2017 at 08:14

      Oi Mila, tudo bem? Essa é a minha intenção em escrever sobre as ilhas. Não achei nada antes de ir e o problema é que os locais cobram o que eles acharem que devem, já que não tem concorrência. Em Maré, Lifou e Isle of Pines dá pra se locomover caminhando. Já em Noumea o transporte público ou ônibus de turismo são bons. Mas sinceramente, nunca vi um lugar tão caro como Noumea. Mais caro que Sydney e Paris. Uma loucura. Se quiser aproveitar melhor as ilhas vale a pena ir sem o Cruzeiro. Mas aí vai ser relax, nada de internet ou modernidade. Elas são bem precárias. Se precisar de mais ajuda me fala. Abraços

Leave a Reply

Close