Ser você mesmo!

Um tempo atrás estava na academia e escutei duas meninas conversando sobre como alguém que tinha morrido era tão importante para elas. Me afastei daquela conversa e comecei a pensar em mim, na minha vida, no meu ser.

É incrível como depois de morta a pessoa passa a ser tão amada e tão maravilhosa. Quantas pessoas já morreram sem saber do sentimento de metade das pessoas que vão em seu velório. Pode parecer doido, mais é verdade.

É mais fácil a gente criticar, julgar, falar os erros no dia a dia. Muitas pessoas não mudam, não evoluem por falta de uma palavra de incentivo, um ombro amigo, um sorriso ou até um olhar que nos ajude a ir adiante.

Quantas pessoas já erraram comigo e nunca pediram perdão? Muitas, e nem nunca vão pedir. Mas talvez no meu velório vão aparecer com uma cara triste e vão falar: “Nossa como eu gostava dela…”, ou não.

Sei que já errei com muitas pessoas também, e agora estou buscando uma forma de pedir perdão, de voltar a conversar, de tentar reparar qualquer coisa que eu tenha feito. A vida é muito curta.

Não sou perfeita, e nem quero ser. Tenho meus defeitos, meus problemas…mas quem não tem? Quero ser eu mesma e ser feliz! E já estou dando o primeiro passo para isso.

Eu tinha uma amiga muito importante e legal, a pouco tempo disse: “Por que não tentar falar com ela, me desculpar…sei la, não custa nada.” Fui e tentei, e ela disse que sentia o mesmo e queria recuperar a nossa amizade. Foi tão bom, vencer o orgulho, passar essa barreira que não leva a nada.

Já uma outra amiga que tinha, e era uma pessoa muito especial, venho tentando conversar com ela faz anos (6 anos pra falar a verdade), mas ela não quer, não precisa da minha amizade. Mas pelo menos eu tentei e ela sabe o quanto é importante para mim.

As pessoas deixam passar o tempo para poder falar que gostam de alguém, as vezes, nunca falam. Eu não quero ser assim! Não sei porque, mas deu essa vontade, de falar para as pessoas que são importantes pra mim um “Muito obrigada” por ter feito (as que não tenho mais contato) e por fazer parte da minha vida (as que ainda estão aqui do meu lado).

As pessoas que convivi no EAC não tenho palavras para dizer o quanto foram especiais para mim, pessoas que SEMPRE lembro de tantas boas lembranças, que marcaram tanto a minha vida. Vocês são demais!!! É muito bom as vezes ficar passeando no perfil de um e de outro e vendo todo mundo bem, feliz e formando uma vida. Isso vale para as outras amizades que fiz e que não tenho mais tanto contato, tudo valeu a pena!

Quem precisar de mim saiba que estarei sempre aqui! Quero uma vida melhor, algo que experimentei na Austrália e não quero que acabe.

No 1 ano e meio que passei aqui, em Bundaberg, fiz amizade com tantas pessoas que sempre me diziam o que pensavam de mim, que sempre estavam do meu lado para todos os momentos. São sorrisos, diversão e muitos momentos inesquecíveis. E todas elas marcaram a minha vida de alguma forma. Achei que com o tempo essas amizades iam desaparecer, já que muitas pessoas voltaram para seus países. Mas não! Eles estão sempre aqui, e sempre lembrando de como passamos momentos bons. Algo muito especial que vivi e quero isso sempre.

Sei o quanto é difícil, ainda mais que vou embora de novo. Todos nós temos nossos dias difíceis e estressantes, mas não custa nada tentar.

Só de tentar já vale a pena!

Tentar reclamar menos (desafio :P), ter cuidado com as palavras e amar mais.

Tem alguma pergunta ou quer dividir sua história? Seu lugar é aqui.