O último dia de trabalho em Bundaberg

É uma sensação única passar pelo último dia de trabalho em Bundaberg. Enquanto fazia minhas últimas horas com as batatas doce passavam cenas de tudo que vivi aqui nesses quase dois anos. Tenho que agradecer claro, por essa oportunidade e amigos que encontrei.

Último dia usando minhas botas

Como o tempo passou rápido e me lembro em entrar nesse albergue com uma cara de assustada. Chorava quase todos os dias e me desesperava em pensar que teria que ficar 88 dias. Mas eles se passaram e eu fiquei mais, e mais e mais. Tive que dar adeus e até logo a tantos amigos e pessoas importantes.

Eu e os donos da fazenda

Mas chegou a hora! Não posso disfarçar, o sorriso que está no meu rosto, é hora de ir embora e viver uma nova aventura, não tem como parar de sorrir.

Como diz os música do Chiclete com Banana: “Valeu, foi bom, adeus!”

Tchau Bundy…

Para quem quer saber mais detalhes sobre minhas aventuras em Bundaberg, clique aqui

Leave a Reply