O charme da cidade antiga de Pingyao na China

Não dá para resistir o charme da cidade antiga de Pingyao na China. Ao chegar lá fui transportada para a China dos livros de história. Tradicional, pequena e histórica, foi um dos lugares que mais gostei de visitar.

Rua principal de Pingyao

 

O charme da cidade Antiga de Pingyao na China

Aonde vá seus olhos ficarão paralisados com a simples beleza de cada um dos edifícios. As pessoas são humildes e carismáticas, sempre simpáticas com os poucos turistas circulando. Só de caminhar na cidade já é uma super atração. Mas não se engane, tem tanto para ver escondido em cada casa, pagando ¥150 (2013) você compra um ingresso que te da acesso a tudo.

Vendedora chinesa simpática em Pingyao.

 

Minha experiência

Depois de apenas 9 horas no trem (sim apenas, já que geralmente demorava mais), chegamos a Pingyao. Eram 6 da manhã e estava super escuro e frio. Íamos andando até que veio um tipo tuk tuk e ofereceu nos levar por ¥10. Já que estava tão frio nos demos ao luxo e aceitamos. Chegando no nosso hotel: Zheng Jia Hotel e Hostel, tinham umas 4 pessoas, ninguém falava inglês, ninguém entendia nossa reserva, ficamos com cara de perdidos e eles também. Depois a menina nos entendeu, deu a chave e adoramos o quarto. A internet era rápida, coisa não muito normal na China.

Patio do Hotel em Pingyao
Passeamos pela cidade e tudo é tão antigo e tão tradicional, parecia que tínhamos voltado no tempo. As ruas, as casas, as lojas, tudo super antigo e lindo. Amamos e como sempre íamos clicando fotos e fotos.
Pingyao de noite
Não visitei as casas e museus pois estava doente e precisava descansar antes de chegar a Beijing. Fomos na Torre da Cidade e o ingresso para subi-lá era de ¥5 (2013). Subimos e ficamos um pouco apreciando a cidade de cima. É uma boa pedida alugar bicicleta e explorar cada ruazinha.

Está procurando hotel para ficar em Pingyao? O Booking.com tem acomodação que cabe no seu bolso e ainda você ajuda o blog. Reservando através do nosso link você não paga nada a mais por isso e uma pequena comissão é repassada para o blog.

Precisa de seguro? A nossa parceira Real Seguro de Viagem tem as melhores ofertas. Faça sua cotação com eles e se contratar o serviço através do nosso link nos ajudará a manter o blog sempre atualizado.

Seguro viagem geral 728x90

Curta nossa página no Facebook, siga o nosso Twitter e Instagram para ficar por dentro de todas as novidades. Estou também no Snapchat (likewanderlust), me adiciona lá.

Gostou desse artigo? Compartilha! Comenta!

22 Comments

  1. Karen Regina 11 de julho de 2016 at 15:40

    Gripe, viagem de 09 horas, chegar no hostel e não haver possibilidade de ser compreendida. Está viagem foi um perrenguezinho, não? Deve ser muito interessante visitar uma cidade assim! Fico um pouco insegura com relação à língua, mas tenho muita curiosidade de conhecer a China. 🙂

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:29

      Karen minha viagem na China toda foi um perrengue hahahaha eles não falam inglês. Foi o que fez a viagem ser inesquecível. Aprendi tanto e conheci meus limites hahahaha vale a pena!

  2. Pedro Henriques 11 de julho de 2016 at 02:14

    Muito bom este artigo! AInda não tinha ouvido falar da cidade de Pingyao, mas parece-me que tem muitos pontos de interesse a julgar pelas fotos. Obrigado.

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:30

      Pedro caso va a China, coloque ela no seu roteiro, você não ira se arrepender.

  3. Ana - voupraroma 11 de julho de 2016 at 00:07

    Adorei este Post. Adoro culturas e lugares diferentes de tudo. Muito bom conhecer um pouquinho deste país maravilhoso, a China. E que cidade charmosa… linda! Parabéns!

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:31

      Obrigada Ana!

  4. Luís Seco 10 de julho de 2016 at 22:23

    Gostei muito das fotografias deste lugar que parece tão típico da China. E aqueles doces que a senhora estava a vender na rua parecem-me apetitosos. Aquele pátio é mesmo a ideia que eu tenho da China antiga.

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:32

      Obrigada Luis, com certeza foi uma viagem no tempo!

  5. Vívian | Viva, Viaje 10 de julho de 2016 at 21:19

    Muito legal conhecer uma cidade tão cheia de história, com personalidade em todos os detalhes e pessoas simples. Não conheço a China ainda mas adorei ler o post sobre Pingyao. Obrigada.

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:33

      Obrigada Vivian! Quando va conhecer coloque ela na sua lista!

  6. Sonia justo 10 de julho de 2016 at 19:42

    Quero muito conhecer a China, mas é um destino que requer mais tempo do que aquele que normalmente tenho de férias . Posts como este fazem-me sempre ter vontade de conhecer o oriente.

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:35

      E verdade Sonia. E eles sao tao complicados com visto e toda a burocracia. Mas quando for, coloque essa cidade na sua lista!

  7. Maria João 10 de julho de 2016 at 19:27

    Curiosamente, apesar de já ter viajado várias vezes pela Ásia e de ter estado muito perto da China, este foi um país que nunca me atraiu ao ponto de o incluir num plano de viagem. Mas as fotos deste artigo mostra uma China diferente da que eu imaginava. Pode ser que um dia entre para a minha lista! Obrigada pelas dicas 🙂

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:37

      Eu entendo Maria, pensava assim também. Quando fui me apaixonei (menos pela comida). As cidades são tao lindas e ha tanta historia de milênios. Quem sabe um dia!

  8. Marlene Marques 10 de julho de 2016 at 19:24

    Que linda essa cidade!!! Parece cenário de filme. É essa a China que eu um dia quero visitar. Parabéns pelo post e fotos!

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:38

      Obrigada! Verdade Marlene parece mesmo cidade de filme!

  9. Paula Augot 10 de julho de 2016 at 18:52

    Eu estou justamente pensando em ir para a China! No ano passado eu fiquei presa algumas horas em Pequim por causa de uma tempestade de neve, e perdi minha conexão, mas tava pensando em ir a China no final do ano ou no próximo, gosto muito de lugares históricos e certamente vou procurar mais dicas sobre Pingyao, obrigada!

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:44

      Paula vá mesmo para a China, é incrível!

  10. Documentar o Mundo 10 de julho de 2016 at 18:43

    Ainda não tive oportunidade de conhecer a Ásia mas está na lista dos meus próximos destinos. Pingyao parece ser uma cidade a ter em conta numa próxima visita. Obrigada pelas dicas.

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:41

      Com certeza não deixe de colocar na sua lista!

  11. João Leitão 10 de julho de 2016 at 17:11

    Ah linda cidade de Pingyao . Depois de ler o seu relato tive como que uma sensação de déjà-vu e relembrei a minha viagem a esse país fascinante – a China. Como você refere na sua experiência, a beleza de cada um dos edifícios e as pessoas humildes e carismáticas são sem dúvida um dos pontos altos. A comida de rua e vários restaurantes foram uma perdição. Fiquei um par de dias nesta cidade e adorei. Está nos tops da minha viagem. Obrigado.

    1. Giulia Sampogna 11 de julho de 2016 at 21:40

      Ah João eu tenho uma saudade também da China, foi uma das melhores viagens. Me diz algum lugar que você não foi ainda? hahahaha

Leave a Reply