Jardim Luís de Camões em Macau

Sempre fui fã das aulas de português na escola. Adorava os poemas e todo o romantismo/tragédia envolvido. Na minha visita ao jardim Luís de Camões em Macau voltei a minhas aulas de Português. Quem não lembra do famoso poema Os Lusíadas

“Vês aqui a grande máquina do mundo,
Etérea e elemental, que fabricada
Assim foi do Saber alto e profundo,
Que é sem princípio e meta limitada.
Quem cerca em derredor este rotundo
Globo e sua superfície tão limada,
É Deus: mas o que é Deus ninguém o entende,
Que a tanto o engenho humano não se estende.”
(Canto X, estrofe 80)

Jardim Luís de Camões em Macau

Diz a lenda que Luís de Camões escreveu um trecho de os Lusíadas em uma gruta em Macau, tempos depois virou um jardim com seu nome. Ao chegar lá me deparei com uma Praça em homenagem ao poeta português e uma incrível escultura central feita por Irene Vilar (Abraço). Esse jardim foi construído em meados do século XVIII e é um lugar tranquilo cheio de verde.

Escultura Irene Vilar

Ao subir as escadas fomos para a Gruta de Camões onde tem uma escultura com o rosto de Camões e um trecho dos Lusíadas. Vale a pena a visita não só por seu significado histórico como também pela beleza e tranquilidade do lugar.

Horário de funcionamento: 06:00 – 22:00

Está procurando hotel para ficar em Macau? O Booking.com tem acomodação que cabe no seu bolso e ainda você ajuda o blog. Reservando através do nosso link você não paga nada a mais por isso e uma pequena comissão e repassada para o blog.

Precisa de seguro? A nossa parceira Real Seguro de Viagem tem as melhores ofertas. Faça sua cotação com eles e se contratar o serviço através do nosso link nos ajudará a manter o blog sempre atualizado.

Seguro viagem geral 728x90

Curta nossa página no Facebook, siga o nosso Twitter e Instagram para ficar por dentro de todas as novidades.
Gostou desse artigo? Compartilha! Comenta!

Leave a Reply